Concessões dos transportes privados decididas no fim de 2014

As concessões aos privados do serviço de transporte público de passageiros deverão estar decididas no final de 2014. O secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, adiantou ao DN/Dinheiro Vivo que o modelo de concessão ainda não está definido, mas que a escolha das empresas que irão prestar este serviço deverá ser conhecida no final do próximo ano.

 Sérgio Monteiro deixou, também, a garantia de que em janeiro do próximo ano não haverá aumento extraordinário dos preços dos transportes públicos.

Uma das medidas previstas no Orçamento de Estado para 2014 é a redução das indemnizações compensatórias às empresas que prestam serviços públicos, o que poderia levar a uma subida do preço a pagar pelos utentes nos transportes públicos. Mas segundo o secretário de Estado dos Transportes, “não está previsto qualquer aumento extraordinário de tarifas; estas serão ajustadas apenas à inflação a partir de 1 de janeiro de 2014. Aliás, importa relembrar que desde fevereiro de 2012 não existe qualquer aumento extraordinário de tarifas no setor dos transportes”.

Sobre o modelo para a concessão a privados dos serviço público de transportes, o governante salientou que “não está ainda definido” e que “é intenção do Governo discutir as diversas possibilidades que existem com diversas entidades, com especial destaque para as autarquias”. Sérgio Monteiro adiantou, ainda, que “a concessão deve estar decidida, com a escolha das entidades que irão prestar o serviço, até final de 2014.

No dia em que arranca uma nova jornada de greves nas empresas de transportes públicos, Sérgio Monteiro defendeu que estas manifestações “dão um contributo decisivo para a perda de competitividade das empresas na esfera pública e empurram-nas para a concessão a privados”, acrescentando que “este Governo nunca negociou com os sindicatos dos transportes debaixo de ameaças ou períodos de greves, embora mantenha sempre disponibilidade e abertura para o diálogo”.

Fonte: Controlinvest